Bombinhas Temporada

Sinta-se em casa mesmo quando estiver longe

WiFi Grátis

Apartamentos Mobiliados

Estacionamento Gratuito

Transfers para o Aeroporto

Serviço de

Limpeza

Encontre seu imóvel em Bombinhas

Tanto se está procurando um lugar para passar suas férias, ou se deseja realizar o sonho de ter a sua casa na praia, nossa meta é ajudar você e sua família a encontrar o melhor imóvel para o seu conforto nesta península encantadora!
Para ver as diferentes opções, pode utilizar o menu na parte superior da página, onde encontrará os imóveis disponíveis de acordo com os filtros que desejar (datas, quantidade de pessoas, etc.) ou se preferir, pode selecionar a aba "casas & apartamentos" onde acessará a todas as alternativas da nossa carteira. Fique a vontade!

Sobre o Município

Muitas são as evidências de que os índios carijós pertencentes à nação tupi-guarani foram os primeiros a povoarem este litoral. Sua presença é marcada pela existência de sítios arqueológicos junto às praias, inscrições rupestres, e, ainda, o nome “macucos”, da ilha situada próximo ao Município, tem origem no Tupi.

No ano de 1527, Sebastião Caboto, a serviço do rei da Espanha, chegou à enseada de Zimbros, dando-lhe o nome de São Sebastião. Para comprovar a veracidade da terra descoberta, quatro nativos brasileiros foram levados como "troféus" para a Europa.

O governo português no intuito de garantir o seu domínio na nova colônia, decidiu enviar uma expedição em 1711, comandada por Manoel Gonçalves de Aguiar, que aportou na Enseada de Garoupas, nome dado à região de Porto Belo, com a finalidade de constatar as riquezas locais e a possibilidade de povoamento.

 Crises econômicas e terremotos nas ilhas dos Açores e da Madeira fizeram com que o Rei D. João V de Portugal, em 1735 apressa-se a colonização em nosso litoral e interior. Entre 1748 e 1756 foram enviados para as novas terras cerca de 6.071 pessoas, oriundas das Ilhas dos Açores. Fixando-se em todo o litoral catarinense, trazendo sua cultura popular da qual ainda subsistem as técnicas de pesca, o boi na vara, o carro de boi, a olaria de cerâmica utilitária e decorativa, a renda de bilro, etc.

A comunidade caracterizava-se pela auto suficiência quase total, pois plantava, pescava, fazia farinha, açúcar, café em pó e escalava o peixe para conservar. Produzia suas roupas e, também, cestos, louças de barro, sabão e óleo ( de peixe) para a iluminação.

                                                                                                          Por volta de 1940, a população passa a descer o morro                                                                                                                  para morar junto às praias, tornandose a pesca a principal                                                                                                              atividade. 

                                                                                                          Na década de 50, a beleza e a abundância da pesca                                                                                                                      despertaram a curiosidade de turistas, inicialmente dos                                                                                                                  municípios adjacentes, e posteriormente, de gaúchos e                                                                                                                  paranaenses. A vinda dos primeiros veranistas                                                                                                                                prenunciava uma profunda transformação na localidade e                                                                                                              uma rápida ocupação.

                                                                                                          O rápido crescimento populacional despertou na                                                                                                                            comunidade o sonho de liberdade. Em 1991, a Assembléia                                                                                                            Legislativa aprovou uma resolução que autorizava o                                                                                                                        plebiscito, realizado no dia 15 de março de 1992, quando a                                                                                                            emancipação foi aprovada por 1.454 cidadãos, contra 75                                                                                                                votos desfavoráveis. 

Em 30 de março de 1992, foi oficializado o Município de Bombinhas.

Em 1996, Bombinhas contabilizava 5.845 habitantes. Já no 2018, conforme estimativas do IBGE a população chegou a 19 193 habitantes, com uma população flutuante de cerca de 220% na temporada de verão, sendo o turísmo e suas atividades relacionadas, grandes impulsores da economia local na atualidade. 

© 2023 por Loft City. Orgulhosamente criado com Wix.com

 

Image provided by Lexe-I has not been altered and is used in compliance with CC License.